Corpo da novinha muito gostosa com rapaz

1.755 views

1 ano ago
Description:


Corpo da novinha muito gostosa com rapaz negao comedor, ninfeta na cama de quatro dando a buceta para o macho, negro sarado forte detem de um pinto gigante metendo com força na novinha rabuda, menina faz academia e tem um baita de uma raba sensacional, vai tirando a roupa um do outro e começam os trabalhos no motel comemorando anos de casados. Coloquei ela sentada no meu colo e demos um ardente beijo de língua. Depois levantei a sua blusa até a metade e beijei sua barriga, percebendo que ela ficou com vergonha (por ser gordinha). Aí eu olhei pro rosto dela e levei meu dedo na boca dela e pedi com cara de safado:
– Deixa, amor!!! Eu te acho muito lidha!! – falei e ela chupou me dedao. Em segundos ela mesma tirou a blusa, perdendo toda a timidez de menina nova e insegura. Segurei com a duas mãos e coloquei aqueles lindos pares de peitos gostosos que eu sempre desejei na minha cara. Mamei que nem bezerro faminto. Ela começou a inclinar a sua cabeça pra trás, eu agarrei sua nuca e pedi pra ela empinar e rebolar. Ela rebolou gostoso no meu colo e eu fiquei lambendo os seus mamilos. Meu pau já estava duro como um rocha e ela se esfregava nele, deslizando os lábios daquele xoxotinha completamente molhada. a garota é peituda e bunduda, para idade dela ja nasceu turbinada e muito delicia. Chegou um certo ponto que o corpinho dela se arrepiou todo e ela soltou um gemido descontrolado. Ela se segurou no sofá com muita força e percebi que ela estava gozando pelo cuzinho. Que delícia! Nesse momento não consegui mais conter o gozo.
Vou gozarrrr!! Vou goza – falei desesperado.
Goza dentro, por favor!! – ela falou e sua voz saiu fraca, já que ela ainda estava tentando recuperar seu fôlego.
Gozei muito gostoso dentro do rabinho dela. Meu esperma saiu em jatos potentes, deixando o cuzinho dela cheinho de porra. Aquilo foi muito bom!! Eu nunca tinha imaginado que eu iria me envolver com uma aluna. Depois desse dia, fiquei malandro demais. As alunas não podiam me dar mole que a sacanagem rolava solta.